Os planos de previdência privada ganharam popularidade nos últimos anos, a fim de garantir maior seguridade para todos os envolvidos. Nesse sentido, uma das principais dúvidas é como funciona o VGBL na herança.

vgbl-na-heranca

A fim de tirar suas dúvidas sobre o que ocorre em caso de falecimento do titular do VGBL, na conversa de hoje explicaremos o que é o VGBL, se ele é considerado herança e se há incidência de ITCMD, quem pode ser beneficiário e como o advogado especialista em inventário e herança pode ajudar nesses casos. Quer saber mais sobre esse tema? Venha conosco!

O que é VGBL?

vgbl-na-heranca

VGBL é a sigla para Vida Gerador de Benefício Livre. Esse é um dos tipos de plano de previdência privada, funcionando como uma forma de poupança. Nele, o investidor contrata esse plano e aporta valores periódicos ao longo do tempo.

Conforme o tempo passa, o capital se acumula e gera uma rentabilidade. No fim do período, é possível resgatar o montante de forma total ou parcial.

Ou seja, o VGBL é similar a um seguro de vida, voltado para que os herdeiros recebam o montante contratado. Sendo assim, é uma boa opção para quem deseja cuidar da sucessão de patrimônio da família.

Isso porque é possível determinar quais pessoas receberão o dinheiro depois da morte do investidor, além de ser possível escolher qual a proporção.

VGBL é herança? O que acontece com o falecimento do titular?

vgbl-na-heranca

Quando se fala sobre VGBL na herança, é comum que os termos sejam confundidos.

Resumidamente, o VGBL Individual (Vida Gerador de Benefício Livre) é um seguro de vida individual que tem por objetivo pagar uma indenização, ao segurado, sob a forma de renda ou pagamento único, em função de sua sobrevivência ao período de diferimento contratado.

Desta forma, a Segunda Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) estabeleceu que os valores a serem recebidos pelo beneficiário, em decorrência da morte do segurado contratante de plano VGBL, não integram a herança e, portanto, não se submetem à tributação pelo Imposto sobre Transmissão Causa Mortis e Doação (ITCMD).

Por conta disso, o VGBL se apresenta como uma solução muito mais ágil que o inventário comum.

No entanto, fica a pergunta: “o que acontece quando o titular falece? Quem fica com o dinheiro?”

Nesse caso, quem fica com o dinheiro são os beneficiários indicados pelo titular do plano. Contudo, a forma de pagamento depende da situação do plano: se ainda está na fase de acumulação (quando o titular ainda faz contribuições para o plano) ou se está na fase de recebimento de benefícios.

Se o titular falecer na fase de acumulação, o valor acumulado no plano é transferido para os beneficiários sem passar por inventário.

Quando o titular falece durante a fase de recebimento de benefícios, a previdência privada é distribuída, sem passar por inventário, conforme a modalidade de renda que havia sido escolhida pelo titular:

Renda vitalícia: A renda não é revertida aos beneficiários e/ou herdeiros. O saldo restante fica com a seguradora.

Renda vitalícia reversível ao beneficiário indicado: O pagamento da renda é revertido de forma vitalícia a um beneficiário escolhido.

Renda vitalícia reversível ao cônjuge com continuidade aos menores: Após o óbito do titular, o cônjuge receberá a renda de forma vitalícia. No caso de falecimento do cônjuge, os filhos menores de idade receberão os valores até a maioridade , que é definida conforme o plano.

Renda vitalícia com prazo mínimo garantido: Se o falecimento ocorrer dentro do prazo preestabelecido, o pagamento da renda é revertido aos beneficiários e/ou herdeiros até o fim do período especificado. Caso o falecimento ocorra após o fim desse prazo, a renda não é revertida aos beneficiários, ou seja, o saldo fica com a seguradora.

Renda mensal por prazo certo: O pagamento da renda será realizado aos beneficiários até o fim do prazo estabelecido.

Renda temporária: O pagamento da renda não é repassado aos beneficiários e, portanto, o saldo fica com a seguradora.

Quem pode ser beneficiário do VGBL? Os herdeiros legítimos podem contestar?

vgbl-na-heranca

Qualquer pessoa escolhida pelo titular do plano pode ser um beneficiário do VGBL, desde parentes como cônjuge e filhos ou até mesmo terceiros como um caseiro ou cuidador.

Apesar de o VGBL não entrar no inventário, advogados e private bankings recomendam obedecer às regras do Código Civil na hora de definir os beneficiários do plano, isto é, o titular deve ter atenção para que o valor acumulado no plano de previdência não represente mais de 50% de seu patrimônio.

Caso isso ocorra e os beneficiários não sejam herdeiros legais, há o risco de contestação na Justiça por parte de algum herdeiro que se sinta lesado. Desta forma, recomendamos que, caso indique como beneficiários pessoas que não são suas herdeiras, não destine a elas um montante superior a 50% de seu patrimônio.

VGBL na herança: como o advogado especialista em inventário e herança pode ajudar?

vgbl-na-heranca

Quando um parente falece e há um VGBL na herança, é imprescindível tirar todas as suas dúvidas com um advogado especialista em inventário e herança SP.

Este profissional irá conduzir o processo de inventário, necessário sempre que há o falecimento e, paralelamente, irá averiguar se as quantias acumuladas no plano excedem o limite de 50% do patrimônio do falecido.

Desta forma, o advogado poderá garantir que todos os beneficiários recebam o que lhes é destinado sem infligir os direitos dos herdeiros legítimos.

Caso os valores excedam o percentual supracitado, o advogado poderá entrar com uma contestação para garantir que os herdeiros tenham prioridade em receber as quantias previstas legalmente, garantindo seus direitos.

Por conta da relevância desse profissional, torna-se importantíssimo buscar por um advogado com experiência no assunto. Escritórios como a Maviene Advogados possuem uma visão mais ampla sobre o tema, possibilitando uma assessoria completa em dúvidas referentes ao processo de inventário e herança.

Tem ou ficou com alguma dúvida sobre como funciona o VGBL na herança? Tire suas dúvidas conosco e saiba mais sobre seus direitos! Confira mais dicas de Direito Sucessório no nosso Blog e siga nossa página no Facebook e no Instagram! Até mais!

Meu pai morreu e deixou um financiamento devo continuar pagando? A dívida é minha?

Herança 20 dezembro, 2023
Comprar nossa casinha é um sonho grande, né? A gente se joga nos financiamentos, mas...

Como funciona a divisão de herança entre meios-irmãos?

Herança 15 dezembro, 2023
Quando um parente falece, é comum que o momento seja de dor para toda a...

DIREITO IMOBILIÁRIO

Baixe nosso ebook gratuito e conheça todos os seus direitos como comprador!

BAIXAR AGORA

Preencha os dados e receba em seu e-mail

Após preencher os dados abaixo, clique no botão para receber o seu ebook gratuito.

li{display:block;padding:0;width:100%;padding-top:0}.inputs-list label{display:block;float:none;width:auto;padding:0;line-height:18px;text-align:left;white-space:normal;font-weight:normal}.inputs-list:first-child{padding-top:6px}.inputs-list>li+li{padding-top:2px}ul{list-style:none}.field{margin-bottom:18px}.hs-field-desc{color:#7c98b6;margin:0px 0px 6px;font-size:14px;font-family:"Helvetica Neue",Helvetica,Arial,sans-serif}.hs-form-required{color:red}.hs-richtext{margin-bottom:3px;font-family:"Helvetica Neue",Helvetica,Arial,sans-serif;line-height:24px;font-size:14px;color:#33475b}.hs-richtext hr{text-align:left;margin-left:0;width:91%}.email-correction,.email-validation{padding-top:3px;font-size:12px;font-family:"Helvetica Neue",Helvetica,Arial,sans-serif}.email-correction a,.email-validation a{cursor:pointer}@media (max-width: 400px), (min-device-width: 320px) and (max-device-width: 480px){.email-correction form .form-columns-2 .hs-form-field,.email-correction form .form-columns-3 .hs-form-field,.email-validation form .form-columns-2 .hs-form-field,.email-validation form .form-columns-3 .hs-form-field{float:none;width:100%}.email-correction form .form-columns-2 .hs-form-field .hs-input,.email-correction form .form-columns-3 .hs-form-field .hs-input,.email-validation form .form-columns-2 .hs-form-field .hs-input,.email-validation form .form-columns-3 .hs-form-field .hs-input{width:90%}.email-correction form .form-columns-2 .hs-form-field input[type="checkbox"],.email-correction form .form-columns-2 .hs-form-field input[type="radio"],.email-correction form .form-columns-3 .hs-form-field input[type="checkbox"],.email-correction form .form-columns-3 .hs-form-field input[type="radio"],.email-validation form .form-columns-2 .hs-form-field input[type="checkbox"],.email-validation form .form-columns-2 .hs-form-field input[type="radio"],.email-validation form .form-columns-3 .hs-form-field input[type="checkbox"],.email-validation form .form-columns-3 .hs-form-field input[type="radio"]{width:24px}}n","time":1525966052030,"rumServiceResponseTime":5267.300000006799,"rumTotalRequestTime":320.7000000111293,"api":{"id":"72dec4d7-6d37-4958-8671-872cfa0d08ce"},"correlationId":"4f757a6e-6333-49bb-8e41-e9df9f0018cb","rumScriptExecuteTime":4943.599999998696},"target":"#hbspt-form-1525966055874-5695605119","shellId":0,"shell":true,"pageUrl":"http://rendera.herokuapp.com/","pageTitle":"Page","referrer":"http://rendera.herokuapp.com/","redirectUrl":"https://mavieneadvogados.com.br/wp-content/uploads/2018/05/ebook_maviene_imobiliario.pdf"},"recentFieldsCookie":{},"boolCheckBoxFields":"","dateFields":"","redirectUrl":"https://mavieneadvogados.com.br/wp-content/uploads/2018/05/ebook_maviene_imobiliario.pdf","smartFields":{},"urlParams":{},"formValidity":{},"formTarget":"#hbspt-form-1525966055874-5695605119","correlationId":"4f757a6e-6333-49bb-8e41-e9df9f0018cb","disableCookieSubmission":false,"usingInvisibleRecaptcha":false,"isFallback":false}" data-reactid=".hbspt-forms-0.4">

You have Successfully Subscribed!

Preencha os dados e receba em seu e-mail

Após preencher os dados abaixo, clique no botão para receber o seu ebook gratuito.

Formulário será aqui!

You have Successfully Subscribed!

Abrir Whatsapp
Precisa de Ajuda?
Olá 👋 Posso te ajudar? Se tem alguma dúvida sobre seus Direitos é só enviar uma mensagem 😉